Patrice de Conto – o Hiper realista

MODELISTAS DE REFERÊNCIA – Este titulo ocorreu-me ao reler a entrevista dada por Patrice de Conto à revista Automobile Classic e em que diz que não lhe interessa tanto os materiais utilizados, mais ou menos nobres, mas o seu realismo e é verdade que os modelos por ele construídos são dum realismo raro no auto-modelismo. De Conto nasceu em Belfort, França, tendo começado muito novo no modelismo, aos 7 anos, mas as suas obras viriam bastante mais tarde quando tendo por base os kits da Tamiya, Bandai, etc. na escala 1/12 os transformava completamente chegando a fundir em metal peças tomando como master as peças de plástico do próprio kit alcançando assim um realismo sem igual, em 1991 abandonado a sua profissão de farmacêutico ele funda a Mini Delta, empresa que se dedica à construção de miniaturas e ao contrário de outros mestres ele opta pelas mais variadas escalas. Espero que gostem da minha selecção de fotografias que quanto a mim espelham bem o título deste post “Patrice de Conto – O Hiper realista”. (Para ver mais seguir link no final do post)

LANCIA D50 GP DO MÓNACO 1955 – Escala 1/6

-001 D50

-003 D50

-005 D50

-012 D50

-013 D50

-019 D50

-025 D50

FERRARI 315S MILLE MIGLIA – Escala 1/8

-036

-031

MASERATTI 152 (151/3) TEST DAY LE MANS 1964 – Escala 1/10

FERRARI 512M – Escala 1/12

f04

f02

f01

VÁRIOS

102img_0461

106img_0466

108img_0476

 

Clicar na imagem para seguir link logo

Todas as imagens foram retiradas do site Mini Delta

4 comentários:

Rikardo Matos disse...

uma pessoa até fica de olhos em bico! Fantástico! :)

Rui Amaral Jr disse...

Fantásticas!!!!
A Lancia D50 da última corrida de Ciccio na FI. Aquela que ele voou em Mônaco é de arrepiar!

Abraços

Juanh disse...

Espectaculares modelos; me gustó mucho el Lancia D50, un maravilla de réplica.
Abrazos!

Domingos Palha da Costa disse...

Antes de tudo, obrigado pelos vossos comentários.

Ricardo - é mesmo para ficar de olhos em bico, o deConto é um modelista fantástico.

Rui - Há que avance a teoria de que o acidente que o vitimou foi provocado pela fractura do nariz nesse mergulho do Mónaco, pois as fracturas nasais quando posteriormente são sujeitas a esforços elevados são motivo de derrames cerebrais. Fica a teoria.

Juanh - O Lancia D50 também é o meu preferido.

Abraço a todos vós